PROCURE POR TAGS: 

POSTS RECENTES: 

SIGA

  • Facebook Clean Grey

A SOLUÇÃO PREVENTIVA CONTRA CAIM


A SOLUÇÃO PREVENTIVA CONTRA CAIM



Penso que o racismo, a misoginia e o nazismo são manifestações de ódio e ressentimento abomináveis ; contudo devemos lembrar que, enquanto o racismo e a misoginia pregam abertamente que negros e mulheres permaneçam em uma posição subalterna e subserviente, o nazismo vai mais além: prega o extermínio de judeus e de outras minorias « imperfeitas », como pessoas com deficiência, ciganos, negros… E nem sempre o fazem abertamente, geralmente buscam fazê-lo quando se sentem protegidos pelo poder. Portanto , nazismo e racismo não são a mesma coisa, nem igualmente ruins.

O racismo se corrige com educação, segurança e leis. O nazismo, não. É preciso ir além da educação e da lei e criar normas mais eficazes. Esses grupos deveriam ser levados para fronteiras e ser expulsos do território nacional, enquanto ainda é tempo. Assim vejo a solução, degredar quem defende o extermínio para algum « rogue state » ou país distante, se quisermos viver em paz e prevenir que se expandam.


As autoridades e a comunidade judaica, penso, deveriam olhar com melhor cuidado o problema, pois esses grupos funcionam assim, causando polêmicas e se tornando « vítimas de um sistema opressor », recrutando insatisfeitos e ressentidos com uma « ditadura do politicamente correto ». Eles estão crescendo e alcançando grandes públicos sob debates aparentemente inofensivos em diferentes plataformas, fazendo uso da boa fé e da ingenuidade dos outros.


Há diversas pessoas na rede dizendo que alguém só é demitido se falar mal dos judeus, e não dos negros, porque os judeus seriam ricos e influentes e o programa perde patrocinadores. Observem como há um vestígio de raciocínio nazista oculto nesse tipo de pensamento mal-informado, que nivela racismo e nazismo, e ainda por cima presume falsamente um domínio controlador dos judeus sobre a riqueza.


A bem da verdade, sabemos que os judeus na realidade, com seu grande empenho e disciplina religiosa, sempre produziram grandes obras e riquezas. Com isso despertaram, assim como as mulheres e negros que trabalham o dobro e alcançam um lugar ao sol, a inveja e o ressentimento. Como não conseguem superar o mérito, e a lei não permite deles retirar a riqueza, nem removê-los dos espaços de prestígio sem um embate, o resultado é essa corrente de ódio trivial que constatamos, a qual sem dúvida precisa ser quebrada. Contudo, quando chega ao ponto de virar pregação de extermínio em solo brasileiro, em um meio de comunicação de massa para jovens (!) precisa ensejar uma ação mais efetiva.


Caim tinha terras para lavrar e conforto suficiente para fazer uma oferta a Deus, mas matou Abel, seu próprio irmão, por semelhante inveja. Foi banido por Deus para regiões ermas.

Sou favorável a uma lei do banimento para quem pregue o extermínio de povos, etnias e quaisquer grupos humanos.

Ana Paula Arendt. As coisas simples da vida.